Muito Ajuda Quem Não Atrapalha

23795733_2053499494881523_2761204459989363080_n-e1513705178333
Rio de Janeiro, 24 de Março de 2020.

Pai,
o presidente tá seguindo rigorosamente as recomendações da OMS e tem lavado as mãos constantemente para o problema da Pandemia.
Chegou a dizer que “mais importante que a nossa vida, é a nossa economia”!
Já definiu que nossa vida não tem importância.
Disse também, que o Coronavírus não é nada demais, que não precisa se preocupar, pois afinal, “é só uma gripezinha”!
Mas assim mesmo, resolveu tomar algumas providências, e anunciou algumas medidas para proteger…os empresários!
Isso mesmo!
Vai ajudar os ricos no exemplo do que fez o FHC em seu governo.
Entre outras coisas, quer autorizar os patrões a deixar os funcionários sem salário por até quatro meses.
Como eles vão pagar suas contas, e comprar comida sem seus salários?
Isso vai prejudicar até o filho do presidente, que vai ficar sem receber o salário de seus funcionários esse tempo todo.
Coitado!
Mas, como patrões do presidente, de seus ministros e secretários, também queremos usufruir deste direito.
Nós, o povo brasileiro, não queremos pagar os seus salários por pelo menos quatro meses!
Comunicamos ao presidente e seu ministério que a partir de hoje, devem ficar em suas casas, sem salários, sem cartões corporativos, e principalmente, sem trabalhar.
Vó Maria, me disse uma vez:
– Muito ajuda, quem não atrapalha!
Um beijo do seu filho (de quarentena),
Ivan
Muito Ajuda OKOK

Um comentário em “Muito Ajuda Quem Não Atrapalha

  1. Um sopro de vida inteligente nesse mar de idiotices. Nunca te disse, mas te amo! Assim, com exclamação mesmo, porque sem amor explícito, não dá.
    Aliás, em tempos de clausura, com o presidente a mando dos milicos, às vezes sinto ares fétidos de porão, que Drumond, no Congresso Internacional do Medo, também deve ter sentido, já que…
    “Provisoriamente não cantaremos o amor,
    que se refugiou mais abaixo dos subterrâneos.
    Cantaremos o medo, que esteriliza os abraços,
    não cantaremos o ódio, porque este não existe,
    existe apenas o medo, nosso pai e nosso companheiro,
    o medo grande dos sertões, dos mares, dos desertos,
    o medo dos soldados, o medo das mães, o medo das igrejas,
    cantaremos o medo dos ditadores, o medo dos democratas,
    cantaremos o medo da morte e o medo de depois da morte.
    Depois morreremos de medo
    e sobre nossos túmulos nascerão flores amarelas e medrosas.”

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s